A homeopatia não tem comprovação científica?

A homeopatia é baseada em dados clínicos cientificamente experimentados. Ao longo dos anos os medicamentos homeopáticos foram exaustivamente estudados com relação a sua eficácia e diversas indicações. 

Sendo que estudos foram realizados em vários países, como, por exemplo, a Índia. 

Ainda, o termo alopatia foi cunhado pelo fundador da homeopatia, que é considerado pelos alopatas o responsável pela farmacologia experimental. 

 

Os medicamentos homeopáticos não passam de pílulas de açúcar, que agem como placebo, por isso não têm valor medicinal?

Ainda que o açúcar seja usado na fabricação dos remédios homeopáticos, e não tenha nenhum valor medicinal, serve como condutor de medicamentos a base de álcool. Caso contrário, o medicamento pode ser ingerido diretamente ou diluído em água. 

Os medicamentos homeopáticos foram estudados no mundo inteiro, bem como são eficazes no tratamento de várias doenças. Portanto não se trata somente de efeito placebo.

 

Os medicamentos homeopáticos possuem ação lenta, e não podem ser usados nos casos de doenças agudas como diarreia, febre, tosse, resfriado, entre outras?

Os medicamentos homeopáticos agem rapidamente em casos agudos, além de ser efetivo no tratamento de infecções.

O que acontece é que as pessoas tendem a procurar o médico homeopata quando o problema agudo se tornou crônico. Naturalmente, estes casos precisam de mais tempo para a cura da doença. 

Ainda existem outros problemas de saúde como asma alérgica, artrite e problemas na pele, que exige um tratamento mais longo independente do sistema de tratamento escolhido, seja ele convencional ou homeopático.

 

A homeopatia oferece soluções mágicas de tratamento?

Assim como qualquer outro ramo da medicina a homeopatia tem suas limitações. Por exemplo, não existe tratamento para casos onde a cirurgia é inevitável, casos odontológicos, entre outros.

 

Os médicos homeopatas são charlatões, que não possuem formação em medicina para exercer a homeopatia?

A homeopatia é praticada por médicos qualificados, uma vez que a disciplina faz parte de alguns cursos de medicina. Além disso, diversas instituições pelo mundo oferecem graduação ou pós-graduação em nível de especialidade médica em homeopatia. Sendo a AMHB uma destas instituições.

 

Durante o tratamento homeopático é preciso seguir uma dieta alimentar restritiva?

Em alguns casos é indicado evitar o consumo de alimentos que possam interferir na ação dos medicamentos como café, alho, cebola, álcool, chá, etc. Já a restrição de álcool e tabaco é saudável e seguro. 

 

A homeopatia é útil somente em casos crônicos?

Está percepção acontece porque as pessoas procuram a homeopatia depois que todos os outros tratamento não apresentaram resultado. Uma vez que  após anos de tratamento alopático a doença se torna crônica. Por isso o tratamento vai precisar de mais tempo para começar a fazer efeito. O tempo seria abreviado caso o tratamento homeopático tivesse sido realizado logo no início do problema. 

 

A homeopatia não pode ser utilizada por pacientes diabéticos?

Isto não é verdade, já que a quantidade de açúcar encontrada nos medicamentos é insignificante. Além do mais, o paciente pode diluir as gotas de remédio na água ou tomar com leite.

 

Os medicamentos homeopáticos são as mesmas pílulas brancas. Como podem ser eficazes no tratamento das doenças?

As pílulas de açúcar são somente o meio de transporte das substâncias ativas do medicamento. Visto que o remédio prescrito é altamente diluído, bem como atende às necessidades de cada indivíduo. 

 

Os medicamentos homeopáticos realmente não têm efeitos colaterais?

Não existem efeitos colaterais em medicamentos homeopáticos prescritos em potência a partir de 3CH ou maior. Pois os remédios homeopáticos são produzidos com substâncias naturais de origem animal, vegetal e mineral. Contudo em alguns casos com potência baixa entre 1 e 2x existem efeitos colaterais de natureza menor.