Com o crescimento dos casos de COVID-19, assim como de mortos em função da doença, a busca por uma cura se intensificou. Somando-se a isso o pânico instalado na população incentivou o crescimento de curas milagrosas. No entanto, é importante destacar que não existe uma cura para o COVID-19, muito menos um medicamento homeopático capaz de curar com o problema.

A homeopatia é um sistema de tratamento onde a substância que causa o problema, também é capaz de curar a doença. Em função disso é preciso haver uma similitude com o quadro total da doença.

Quando falamos de epidemia é realizado um levantamento dos casos da doença mais similares, a partir do conjunto de sintomas apresentados pelos pacientes os medicamentos são escolhidos. Desenvolvidos com substâncias previamente testadas em pessoas sãs, ou através de sua toxicologia, ou da sua farmacologia ou intoxicação.

Desde se desenvolvimento a homeopatia trata epidemias

Essa substância muito semelhante aos sintomas apresentados pela maior parte dos pacientes, ajuda na melhora das defesas do paciente diante da doença. Juntamente com todos os demais cuidados sanitários e de higiene que são necessários para a prevenção da doença.

<<LEIA TAMBÉM: Como manter a saúde mental em momentos ruins?>>

Desde o seu desenvolvimento no final do século XVIII a homeopatia vem sendo utilizada em epidemias. Aliás, Dr. Samuel Hahnemann enfrentou epidemias com grande sucesso.

Diversos documentos descrevem o uso do tratamento homeopático no tratamento de doenças epidêmicas ao longo da história, como aconteceu no caso da gripe espanhola.

A ciência moderna exige uma relação de procedimentos que devem ser adotados para testar a eficácia de um medicamento. De forma sistematizada, randomicamente, duplo cego e placebo controlado. Para provar que o medicamento conseguiu acabar com o problema frente ao placebo.

Em situação de pandemia vários estudos são realizados simultaneamente em todo o mundo para encontrar o medicamento capaz de atuar nas diferentes fases da doença.

A homeopatia é fundamentada em evidência, ao longo da história e mais recentemente várias pesquisas, com alto grau de evidências, as autoanálises.

Como membros da Sociedade Médica e da sociedade os profissionais homeopatas precisam colaborar informando que não existe medicamento para tratar o COVID-19 até o momento. Além disso, a automedicação precisa ser veemente combatida, já que somente o médico é capaz de determinar o tratamento mais indicado.