As pesquisas científicas têm o intuito de responder as dúvidas existentes, ampliando o conhecimento e aproximando-se das certezas. O Dr. Marcus Zulian, ensina aplicá-las a homeopatia.

Importância das pesquisas científicas para a homeopatia

Para o emprego de medicamentos homeopáticos ao Sistema Único de Saúde (SUS) diante de epidemias, como a atual pandemia de COVID-19, existe a necessidade da aprovação do Ministério da Saúde. Além da importância da realização de protocolos científicos que demostrem a eficácia e a segurança dessa abordagem terapêutica.

Da mesma forma, a incorporação do tratamento homeopático para distribuição geral, necessita da aprovação da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias (CONITEC), órgão que autoriza a inclusão de medicamentos no SUS.

Com isso, existe a necessidade da busca por evidências sobre a real eficácia e segurança, dos medicamentos homeopáticos na atual epidemia de COVID-19.

<<LEIA TAMBÉM: Epidemiologia Clínica Homeopática nas epidemias – Aula 2>>

A epidemiologia clínica aplicada às pesquisas científicas homeopáticas

Lembrando, que a epidemiologia estuda os diferentes fatores que intervém na disfunção e na propagação de doenças. Além dos meios necessários para sua prevenção. E ainda, estuda a distribuição e os determinantes das doenças ou condições relacionadas a saúde em populações específicas.

No entanto, a epidemiologia clínica, se ocupa da prática clínica através do estudo da variação e dos determinantes da evolução da doença.

Desse modo, devem ser aplicados métodos de pesquisas epidemiológicas que permita predições seguras. Evitando com isso, os erros sistemáticos (vieses) por meio de uma investigação clínica planejada e conduzida de maneira apropriada. E minimizando os erros aleatórios (acaso), com uma adequada análise estatísticas dos dados.

E ainda, o raciocínio clínico epidemiológico se baseia na associação entre determinado fator (exposição) e a ocorrência de um evento (desfecho). A partir disso, são aplicadas as pesquisas. Que podem ser observacionais, onde não há intervenções, são os estudos: descritivos, analíticos, ecológicos, transversal, caso controle e de coorte)

Como também, os estudos experimentais, onde se tem uma intervenção, na tentativa de mudar os determinantes das doenças, são os: ensaios clínicos randomizados controlados, ensaios clínicos randomizados controlados em grupos, ensaios de campo e ensaios comunitários.

Em homeopatia, existe a necessidade de adaptar as pesquisas para que a episteme homeopática seja seguida. No entanto, a qualidade metodológica dos ensaios controlados randomizados homeopáticos, deve ser garantida.

<<LEIA TAMBÉM: Debate sobre o uso de nosódio do SARS-Cov-2 na Covid-19>>

Premissas homeopáticas nos ECRH

A adaptação do ensaio controlada randomizado homeopático (ECRH), devem incorporar as premissas homeopáticas. Destacando-se a importância da individualização do medicamento homeopático, repertorização e hierarquização dos sinais e sintomas. Além da Individualização das potências e das doses, e avaliação quali-quantitativa dos desfechos.

Para isso, a aplicação da epidemiologia clínica ao ECRH, deve incrementar as pesquisas. As quais se baseiam principalmente em: amostra significativa de participantes, correta randomização, método duplo cego corretamente executado, além da descrição detalhada dos sintomas homeopáticos e da conduta medicamentosa. E correta análise estatísticas.

Acima de tudo, as pesquisas em homeopatia, envolvendo seres humanos deve atender a resolução N° 466 de 12 de dezembro de 2012, onde o Ministério da Saúde, dispõe as diretrizes éticas.

A Clínical Trials of Homoeopathy (BMJ,1991), avaliou a qualidade metodológica de 107 ECRH. Onde apenas 22 ensaios (21%) foram considerados de boa qualidade metodológica. E 68% dos estudos, evidenciaram a eficácia do tratamento homeopático frente às doenças.

Alguns estudos experimentais em homeopatia:

Além disso, são encontrados na Pubmed:  521 estudos Randomized controlled trial AND homeopathy. E 146 resultados encontrados em Randomized double-blind placebo- controlled AND homeopathy.

Em conclusão, a realização de ensaios controlados randomizados é aplicável a episteme homeopática. Se tornando uma ferramenta importante na realização de pesquisas padrão-ouro. Para comprovar a eficácia e segurança do uso da homeopatia, principalmente agora diante da epidemia de COVID-19.

Acesse o material completo em:https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-1102602. E assista a live em que o Dr. Marcus Zulian explica esse assunto em:
.