A obesidade é uma doença crônica que afeta muitas pessoas. Porém, apenas perder os quilos excessivos não garante necessariamente saúde a população afetada.

Desse modo, avaliar o corpo e a mente de forma integral possibilita um tratamento mais efetivo. A homeopatia é uma prática médica baseada no contexto de cuidar do paciente como um todo. Aborda a avaliação física completa, busca conhecer os costumes e os sentimentos de cada paciente, além de outros fatores relacionados a saúde. Dessa forma, é possível entender que estar saudável não é apenas estar em dia com a balança. E ainda, é fundamental ter o conhecimento da dificuldade de cada paciente durante a busca pelo tratamento. Assim, mais do que apenas a questão física, muitos dos pacientes obesos sofrem com o peso do psicológico.

<<LEIA TAMBÉM:Prevenção do COVID-19 em trabalhadores, por meio da homeopatia>>

Obesidade: um desafio para os médicos e pacientes:

Assim, para se perder peso, é preciso encontrar o equilíbrio entre as calorias consumidas e as gastas. Mas, não é tão simples como parece, existem muitos fatores que influenciam nesse processo, a genética está no topo da lista e é a responsável por até 70% do modo como os genes atuam no acúmulo da gordura em cada individuo. No entanto, não é a única, o gênero, tipo de dieta, ação hormonal, entre outros, também interferem nessa questão. Apesar disso, outro ponto fundamental está relacionado a regiões cerebrais. Em pessoas obesas, os cientistas já demostraram que existe uma menor atividade na área de controle de impulsos. Assim, a auto regulação é essencial para alcançar uma vida mais saudável.

<<LEIA TAMBÉM: Medicamentos homeopáticos: Busca pelo Gênio epidêmico do COVID-19>>

É preciso motivação para vencer a obesidade!

Contudo, somente com motivação o paciente obeso terá animo e foco para enfrentar esse problema e trata-ló de modo correto. Assim é muito importante que as pessoas tenham automotivação para seguirem durante esse processo. Por essa razão o trabalho de uma equipe multidisciplinar se mostra eficiente, dentro de tratamentos individualizados.

Nesse sentido, as pessoas que sofrem dessa doença carregam também tendencias a outras enfermidades, principalmente de caráter psíquico, mas que muitas vezes podem ser de difícil diagnóstico. Uma vez que estudos apontam grande ocorrência de ansiedade e depressão, além da baixa autoestima principalmente entre as mulheres, causando redução da qualidade de vida e acima de tudo, a elevação dos casos de suicídio principalmente entre os jovens.

<< LEIA TAMBÉM: Medicina Integrativa: Entenda sua importância!>>

A adaptação é a fase mais complexa e deve sem entendida pelos pacientes.

Em resumo, existem inúmeros métodos para chegar ao peso ideal, porém, os pacientes obesos precisam entender o processo que irão percorrer. Durante o tratamento é inevitável que ocorram algumas frustrações, mas essas precisam ser superadas com determinação e apoio. A família tem um grande papel nessa jornada, já que a reeducação alimentar é uma das mudanças que causam mais estresses nos pacientes.

Do mesmo modo, em alguns casos existe ainda a possibilidade da indicação de uma intervenção cirúrgica conhecida como bariátrica. Assim, a preparação psicológica dos pacientes que iram se submeter a esse procedimento é complexa. A cirurgia não é um tratamento isolado da obesidade e sim uma técnica que pode trazer bem estar e saúde. Porém deve ser aliada a todas as mudanças de hábitos e acompanhamento multidisciplinar. A homeopatia pode auxiliar durante essa trajetória na busca pela saúde. Por não produzir efeitos colaterais e não ter contraindicações, ela pode ser uma aliada ao tratamento.

Conheça a AMHB (Associação Médica Homeopática Brasileira) e saiba mais sobre o uso da homeopatia na obesidade.
Clique aqui e leia o artigo completo sobre a obesidade.