O modelo de medicina Biopsicossocial demostra que cada paciente é único e sua saúde não depende apenas das questões físicas. Mas, entende que o meio em que cada um vive, pode influenciar a ocorrência das doenças. Além disso, considera ainda as questões emocionais de cada pessoa.

<<LEIA TAMBÉM:Você sabia que o SUS oferece tratamento homeopático?>>

Medicina Biopsicossocial: Um novo olhar para o paciente.

Desse modo, a medicina biopsicossocial avalia os seus pacientes sobre os olhares biológicos, emocionais, sociais e até os espirituais. Com isso, essa abordagem propõe que esses fatores determinam o seu estado de saúde. Assim, a conduta médica desse modelo abrange o paciente como um todo. Com isso, entende cada condição como exclusiva, dando atenção a todas as questões que os pacientes levam até ao consultório. Além disso, as possibilidades terapêuticas dentro dessa medicina se ampliam, não sendo pautada apenas nos tratamentos convencionais. Da mesma forma, a prática homeopática se enquadra nesse segmento. A qual devolve ao ato médico sua dimensão mais humana e convida a tecnologia e a ciência a se colocarem a serviço da medicina.

<<LEIA TAMBÉM:O farmacêutico homeopata e a importância no tratamento homeopático>>

Os pontos positivos do uso da homeopatia:

Nesse sentido, já existem pesquisas suficientes que mostram o verdadeiro efeito da homeopatia nos sistemas vivos. E acima de tudo, os seus benefícios nos cuidados com a saúde. Porém, ainda é necessário que as evidências científicas em homeopatia sejam divulgadas. No Brasil, a Associação Médica Homeopática Brasileira (AMHB) trabalha para o fortalecimento dessa prática médica no país.

Assim, os pontos positivos do uso dessa medicina são muitos. Uma vez que a homeopatia já é usada a mais de 200 anos em todo mundo, com sucessos no tratamento de várias epidemias ao longo da história. Além disso, a aceitação por parte dos pacientes é um fator muito importante. Estudos apontam que 8 em cada 10 pessoas que fizeram uso da homeopatia se declaram satisfeitas com os resultados. Acima de tudo, os medicamentos homeopáticos tem sua segurança garantida. Os medicamentos possuem efeitos colaterais mínimos e não tem contraindicação. Assim, gestantes, bebês, idosos e pessoas que já tomam outras medicações, podem fazer uso da homeopatia.

<<LEIA TAMBÉM:Saúde física e mental do profissional de saúde>>

Como é a consulta médica homeopática:

Em resumo, os médicos homeopatas precisam coletar a maior quantidade de informações possíveis sobre os seus pacientes. A partir do diagnóstico, é preciso entender como a doença se expressa naquele paciente. Por essa razão, o questionamento detalhado tem grande valor para os médicos homeopatas.

Além disso, é fundamental avaliar todos os sistemas do organismo. E também investigar a existência de doenças na família, que poderiam predispor o paciente a desenvolve-las. Outro ponto relevante é saber se o paciente está tomando alguma medicação, se já passou por algum tratamento anterior… com isso, são inúmeras as perguntas que o médico conduz durante sua consulta.

Porém, como se a parte física não fosse o suficiente, a homeopatia faz uma abordagem mais profunda sobre as questões emocionais, mentais e comportamentais. Diferente da medicina tradicional, perguntas sobre o mundo interior de cada pessoa é frequente durante a entrevista médica. Assim, a homeopatia compreende que a visão global de cada ser, é o caminho para encontra o melhor e mais completo tratamento. Sempre buscando a cura das doenças e o restabelecimento das pessoas.

Clique aqui e leia o artigo completo sobre a medicina biopsicossocial .
Conheça a AMHB e venha ajudar a fortalecer a homeopatia.