Compreender a efetividade do uso de máscara facial é fundamental, já que pode interferir nas decisões que estão sendo tomadas nesse momento de pandemia, além de salvar milhares de vidas. É impressionante a capacidade que essa tecnologia de baixo nível/baixo custo tem de reduzir os riscos de contágio, de evitar a sobrecarga dos sistemas de saúde e mortes de profissionais que estão na linha de frente no enfrentamento do COVID-19.

A OMS (Organização Mundial de Saúde) no começo da pandemia não recomendava o uso de máscaras em virtude da falta de evidências da sua efetividade e apreensão quanto a disponibilidade no mercado do equipamento para profissionais de saúde que estão na linha de frente.

Entretanto, a falta de dados não pode ser o único argumento para proibir que a população utilize máscara para evitar o contágio. Uma vez que o uso é recomendado para outras doenças como a gripe. Também foram consultados estudos que provaram que o uso evitou um surto de influenza. Além disso, a utilização de máscaras somada a higienização frequente das mãos quando implantada precocemente reduz o contágio em ambiente doméstico.

Como as máscaras evitam o contágio do novo coronavírus

Similar a outras doenças respiratórias a transmissão do SARS-CoV-2 acontece a partir da inalação de gotículas infectadas do o vírus. Que são expelidas pelas pessoas contaminadas através do espirro, tosse e conversa. O contágio é mais alto em ambientes fechados onde as partículas permanecem por mais tempo suspensas no ar. Também acontece através das membranas mucosas da cabeça (olhos, nariz e boca), quando as partículas do COVID-19 são transferidas por meio do toque.

As máscaras reduzem a quantidade de gotículas lançadas pelos indivíduos infectados, pois, uma parte fica presa dentro dela, também diminuem a quantidade de gotículas inaladas.

<<LEIA TAMBÉM: Como saber se sua audição é boa?>>

Segundo simulação a segunda e terceira onda de infecção pelo COVID-19 pode ser amenizada se toda a população utilizar máscara facial grande parte do tempo. No entanto, a efetividade da máscara carece de mais pesquisas, visto que alguns especialistas se mostram céticos quanto aos benefícios do seu uso compulsório.

Ainda, a falsa sensação de segurança pode ser um efeito colateral do uso de máscaras, pois, algumas pessoas podem descuidar das demais medidas de segurança.

Estudo completo sobre o uso de máscaras para evitar o contágio do COVID-19: https://bityli.com/CZWS4