A falta de conhecimento em relação à homeopatia facilita a propagação de artigos que pretendem desvalorização sua contribuição ao longo da história da medicina. Apesar de ser um sistema de tratamento com mais de 200 anos, além das diversas pesquisas e aplicações. Muitas pessoas não compreendem como o tratamento homeopático funciona.

Desde que foi desenvolvida por Samuel Hahnemann no final do século XVIII a homeopatia vem sendo estudada e melhorada por profissionais interessados em sua abordagem mais holística da doença. Abordagem holística porque considera o indivíduo como um todo, dito isto o tratamento investiga todos os aspectos da existência da pessoa para descobrir a origem do problema. Uma vez que o ser humano é um conjunto de características físicas, metais e sociais. Sendo que o equilíbrio entre estas características é o que garante a saúde do corpo.

Quando existe algum desequilíbrio o corpo envia sinais de que algo está errado. Assim surgem os primeiros sintomas da doença, que podem ter origem emocional, física e social. Visto que somos seres que fazem parte da natureza. Assim fatores de alterações ambientais podem interferir em nossa saúde, como o frio e o calor excessivo.

No Brasil a homeopatia foi disseminada pelo médico francês Benoit-Jules Mure, que iniciou a prática em 1840. Porém existiram outros precursores do método natural de tratamento em território nacional, como, o também francês, Émile Germon, autor do primeiro texto publicado no Brasil acerca da homeopatia. Bem como existe o registro de uma tese defendida por Frederico Jahn, médico suíço, em 1836 na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro.

Por que algumas pessoas optam pelo tratamento homeopático?

São diversos os motivos que levam os indivíduos a procurar ajuda da homeopatia para tratar os problemas de saúde. Um levantamento sobre o assunto foi realizado e os principais fatores são:

  • Os efeitos colaterais dos outros sistemas de tratamento;
  • Ausência de resultados e o desejo de não prolongar os tratamentos convencionais por longos períodos;
  • Os resultados positivos experimentados durante a consulta;
  • Preferência pessoal ou familiar;
  • Menor custo;
  • Bem-estar geral;
  • Concordância com os princípios do tratamento homeopático;
  • A percepção da ausência de eficácia dos antibióticos no tratamento de doenças virais;
  • A falta de confiança nas soluções da medicina tradicional.

Os vários estudos e pesquisa feitos e analisados sobre homeopatia indicaram como vantagens da prática a segurança, o sucesso dos tratamentos e o fato do usar substâncias naturais para curar doenças.

Todas estas informações foram divulgadas na Revista de Homeopatia, e estão disponíveis para consulta.