O câncer é uma doença em acessão em todo o mundo. No Brasil estima-se que somente no ano 2019 tivemos o surgimento de 600 mil novos casos, conforme dados do Ministério da Saúde. Por se tratar de uma doença de grande impacto social o câncer estimula pesquisas e incentiva o avanço da medicina.

A homeopatia é um método auxiliar bastante utilizado no tratamento do câncer. Sendo que muitos pacientes buscam nela um paliativo ou cura da enfermidade que estão enfrentando. Pois é um sistema que atua no desenvolvimento da saúde geral e, no alívio da dor e sofrimento que são uma consequência dos tratamentos tradicionais da doença.

O tratamento homeopático está fundamentado em 4 princípios: lei dos semelhantes, onde a substância que pode causar o problema numa pessoa saudável quando administrada em pessoas doentes, após altas diluições, cura a doença dos enfermos; teste dos medicamentos em pessoas saudáveis; medicamento ultra diluídos (dinamizados) e tratamento individualizado.

A ação dos imunomoduladores no tratamento do câncer

“Todo agente que atua sobre a vitalidade, neutraliza mais ou menos a energia vital e causa certa transformação na saúde do indivíduo por um período mais longo ou curto. Isto é conhecido como ação primária” (Organon da arte de curar de Samuel Hahnemann)

Os imunomoduladores são substâncias que transformam o sistema imunológico do indivíduo para permitir uma reação imunológica específica, produzidos com substâncias naturais de origem animal, vegetal e mineral. Não apresentam efeitos colaterais ou contra indicação, também ajudam na promoção da saúde e bem-estar do indivíduo.

Como é o caso do câncer e outras enfermidades no qual o sistema imunológico fica comprometido, os imunomoduladores participam como auxiliar dos tratamentos convencionais. Pois proporcionam mais força física aos pacientes durante a quimioterapia e radioterapia, fortalecendo o organismo para que este seja capaz de superar a doença. Além de restabelecer a harmonia física e mental.

A homeopatia é um sistema de tratamento que trata não apenas os sintomas, mas a origem do problema, por isso os imunomoduladores atuam no sistema imunológico para melhorar as defesas do organismo. Aumentando a proteção contra vírus, bactérias e fungos, assim como contribuí na redução dos processos inflamatórios.