A Campanha Homeopatia na COVID-19, está trazendo aprendizados durante esse período de pandemia. A AMHB (Associação Médica Homeopática Brasileira) idealizou no final de março a campanha, que fornece atendimento médico homeopático gratuito para toda população, por meio da telemedicina.

<<LEIA TAMBÉM:Novembro Verde: Congresso Nacional recebe iluminação verde>>

A campanha homeopatia na COVID:

Assim, esse movimento está unindo toda a classe homeopata, os médicos, dentistas, farmacêuticos e veterinários. Todos estão contribuindo voluntariamente para enfrentar essa epidemia.

Dessa forma, estão contabilizados até o momento 544 médicos, 179 farmácias, 46 dentistas e 41 veterinários, atuantes dentro da campanha, que se disponibilizaram a colaborar de alguma forma. E ainda está contando com o apoio de alguns engenheiros agrônomos.

Todas as classes especialistas estão na campanha homeopatia na COVID:

Nesse sentido, a ABFH (Associação Brasileira de Farmácias Homeopáticas), está colaborando com o projeto.  Como também, a parceria com inúmeras farmácias homeopáticas em todo Brasil, possibilitou o acesso da população aos medicamentos, a um custo reduzido.

Do mesmo modo, a ABCDH (Associação Brasileira de Cirurgiões Dentistas Homeopatas) participaram na divulgação e fortalecimento do uso da homeopatia.

Aprendizados diante a epidemia de COVID-19:

Além disso, grandes mestres da medicina homeopática, gravaram aulas de reciclagem, sobre a abordagem nos casos agudos. Trazendo aprendizados valiosos sobre os preceitos homeopáticos e também o estudo da matéria médica dos medicamentos do gênio epidêmico.

A homeopatia é uma especialidade médica.

Desse modo, a campanha atendeu pacientes confirmados para o COVID-19, suspeitos e na maioria dos casos, pacientes que buscavam uma prevenção.

Com isso, um percentual muito grande de procura pela profilaxia foi observada e em todas as situações foram prescritos os medicamentos de caráter preventivos, de forma individualizada. E ainda, pela coleta dos dados, é visível a prevalência dos atendimentos de pacientes entre 45 a 60 anos de idade. Na grande maioria do sexo feminino.

Acima de tudo, os profissionais que fazem os atendimentos, são médicos especialistas. Desse modo, eles conhecem as diretrizes da atenção básica em saúde. E garantem a segurança dos pacientes, principalmente dos idosos que fazem parte do grupo de risco.

<<LEIA TAMBÉM:Os Cientistas mais influentes no mundo – 600 são brasileiros!>>

Aprendizados que se tornaram trabalhos científicos.

<<LEIA TAMBÉM:Novembro Verde – Trate-se com Homeopatia – Você conhece esse movimento?>>

A homeopatia ganha cada vez mais força no meio cientifico. Esse estudo de casos em tempo real, dentro de uma pandemia, está mostrando dados satisfatórios, que serão publicados posteriormente.

Dessa forma, essa campanha mostra o potencial da homeopatia. De sua atuação segura, eficaz e acima de tudo humanizada.

É importante lembrar, que as práticas integrativas e complementares já fazem parte do Sistema Único de Saúde e a homeopatia faz parte dessas terapias. E nesse momento é fundamental que seja ampliado esses programas dentro das unidades de saúde.

Em resumo, está campanha é um projeto amplo e sistêmico. Que está sendo muito importante e está voltada para os casos agudos, e não apenas para o COVID-19.

Desse modo, é possível provar para a população que a homeopatia não é lenta. E que ela tem capacidade de tratar os casos agudos, promover qualidade de vida e prevenir as doenças, tudo por meio do fortalecimento e equilíbrio do paciente.

Dessa forma, a expectativa do movimento sempre foi trabalhar a favor da população. Mas os aprendizados diante a essa situação, estão mostrando a força que a classe homeopata possui. Desse modo, é possível trabalhar de maneira coletiva, respeitando a atuação de cada profissional.

Por fim,  fica o agradecimento a todos os colegas, e o convite para que mais homeopatas se tornem voluntários da campanha homeopatia na COVID-19, que continua em ação.

Participe do Novembro Verde – Trate-se com Homeopatia.