Apesar de ser um período de descanso que oferece diversão, a oportunidade de fazer novas amizades e atividades ao ar livre. Para algumas crianças as férias podem causar ansiedade na infância, por causa das alterações na rotina que acontecem, ter que conhecer novas pessoas ou lugares, entre outros desafios que chegam junto com os dias de pausa.

Ansiedade de separação, social ou fobias relacionadas às mudanças são fáceis de reconhecer nos pequenos. Por exemplo, uma criança chorando na entrada da escola porque não quer se separar dos pais, criança socialmente ansiosa que se recusa a ir numa festa, pois tem receio de ninguém querer brincar com ela, uma criança que tem tanto temor de insetos que um simples piquenique, ou passeio no parque se torna um martírio.

Respiração rápida, suor, coração acelerado, tensão muscular, náusea são sintomas de ansiedade que acompanham as reações em situações de luta, fuga ou congelamento, que são desencadeadas por situações reais ou imaginárias.

Como os sinais de ansiedade na infância se mostram

Crianças que apresentam ansiedade na infância podem ficar grudentas, chorar, ter dor de cabeça, não conseguir dormir direito, apresentar dor no estômago, assustar com facilidade ou fazer pirraça.

No entanto, a ansiedade não é somente uma vilã, já que existe uma finalidade para este sentimento. Uma vez que pode motivar ou ajudar a evitar situações de perigo. No entanto, quando a ansiedade sai do controle, fazendo a pessoa tomar decisões que não são mais úteis, ou até ficando paralisada em determinados momentos da vida, é sinal de que se transformou num problema de saúde. Se for o caso a ansiedade pode ter se tornado um incapacitante.

Sentir-se ansioso em alguns momentos é normal, contudo se por causa da ansiedade a criança desiste de participar de atividades, está sempre apreensivo, evita sair ao ar livre e se recusa a ir para escola é sinal de que algo não está bem.

Qualquer tipo de distúrbio relacionado a ansiedade na infância pode prejudicar ou atrasar o desenvolvimento da criança.

Nos casos de ansiedade na infância a homeopatia atua como um tratamento auxiliar em conjunto com os profissionais de saúde mental infantil (psicólogo, psiquiatra ou terapeuta). Por utilizar medicamentos produzidos com substâncias naturais não apresenta efeitos colaterais, sendo uma alternativa mais gentil de tratamento dos problemas emocionais.