A ozonioterapia é uma prática integrativa e complementar, que consiste no uso do ozônio medicinal. Que é uma mistura dos gases ozônio e do oxigênio.

<<LEIA TAMBÉM:#NovembroVerde – Homeopatia é especialidade médica reconhecida e tem eficácia comprovada>>

Práticas Integrativas e complementares no SUS:

Assim, a Organização Mundial da Saúde (OMS) incentiva e fortalece a inclusão, reconhecimento e regulamentação destas práticas. Dessa forma, a OMS reconhece e aprova a ozonioterapia, em razão de suas propriedade medicinais comprovadas.

Com isso, a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC) trouxe uma chance de expansão das práticas alternativas dentro do SUS. Dessa forma, a ozonioterpia foi inclusa à lista de Práticas Integrativas e Complementares, em março de 2018.

Nesse contexto, as Medicinas Tradicionais e Complementares são compostas por uma abordagem de cuidado e recursos terapêuticos, que tem o potencial de tratar os pacientes de forma integral. Garantindo a eles saúde e qualidade de vida, durante o tratamento.

Dentre essas terapêuticas utilizadas na medicina integrativa, destaca-se a Homeopatia, que apresenta resultados satisfatórios. Em razão o seu custo-beneficio, boa aceitação por parte dos pacientes e princialmente pela eficácia comprovada.

Com o sucesso do uso das práticas integrativas, dentro do SUS, é possível que mais de 14 terapias alternativas possam ser incluídas ao Sistema Único de Saúde nos próximos anos.

Em relação a ozonioterapia, pode-se destacar que o alto grau de resultados nos tratamentos, tem reflexos positivos no SUS.

Por ser tratar de uma prática de baixo custo e elevada segurança, diminui os custos de tratamento das doenças crônicas, e gera bem-estar nos pacientes.

<<LEIA TAMBÉM:O farmacêutico homeopata e a importância no tratamento homeopático>>

Benefícios da Ozonioterapia:

Países como Itália, Alemanha, Espanha, Portugal, Rússia, Cuba, China, entre outros,  já utilizam essa terapia há décadas.

A molécula de ozônio é molécula biológica, presente na natureza e produzida pelo organismo. Assim o ozônio medicinal, atua de modo que representa um estimulo que ira contribuir para a melhora de diversas doenças nos seres humanos e também nos animais.

Uma vez que pode ajudar a recuperar de forma natural a capacidade funcional do organismo. Assim, a ozonioterapia tem potencial de atuar contra as doenças inflamatórias, infecciosas e isquêmicas.

<<LEIA TAMBÉM:Animais e vegetais também usam Homeopatia, e você?>>

Ozonioterapia no Câncer:

Alguns setores de saúde adotam regularmente esta prática em seus protocolos de atendimento, como a odontologia, a neurologia e a oncologia, dentre outras.

Além de tratar diversas enfermidades, a Ozonioterapia é uma importante terapia complementar no tratamento do câncer.

Dessa forma, ela atua reduzindo consideravelmente os efeitos colaterais da quimioterapia e da radioterapia, nos pacientes.

Desse modo, O IBCOZ (Instituto Brasileiro de Ciências Aplicadas ao Ozônio) é uma organização que apoia a difusão deste conhecimento, e atua no treinamento e capacitação de profissionais, na área da ozonioterapia.

Em resumo, é importante ressaltar a necessidade do acompanhamento por um médico e/ou do cirurgião dentista.

Uma vez que, existem riscos caso a prática seja feita por pessoas não habilitadas e sem recomendação de especialistas. Já que as doses e a via de administração, dependem de cada caso, em específico. Que deve ser avaliado pelo profissional da saúde.

Assim, o desafio da medicina integrativa é ganhar espaço junto ao uso das terapias alopáticas, já instituídas.

Aliando o uso de práticas convencionais, aos tratamentos alternativos,  para que se torne possível reduzir a gravidade das dores crônicas e principalmente os efeitos colaterais dos medicamentos.

Trabalhando em conjunto com a medicina tradicional, garantindo saúde e segurança aos pacientes, em cada fase do seu tratamento.

Conheça a Homeopatia – Acesse o site da AMHB (Associação Médica Homeopática Brasileira).
Leia o artigo na integra em:https://www.segs.com.br/saude/205217-biologia-positiva-o-novo-desafio-da-medicina-integrativa
Acesse o site do governo e veja todas as especialidades das PNPIC